Em um relacionamento sério com os vinílicos.

Atualizado: 13 de jun.

Um story, uma dupla e a explicação de forma fácil da diferença entre os pisos laminado e vinílico, nos levou a querer conversar com as arquitetas Jéssica Melo e Érika Palazzi, do Studio Pandora.




Um dos nossos consultores nos enviou alguns vídeos em que duas arquitetas falavam, de maneira desenvolta e ao mesmo tempo com propriedade, sobre a diferença entre os dois revestimentos.


Por usarem uma linguagem muito acessível, nos sentimos como se estivéssemos dialogando com elas, tamanha a facilidade de comunicação.


E assim, conhecemos a dupla e não perdemos tempo em convidá-la a participar de uma das nossas matérias da Revista anual - quer ler a versão on-line da última edição? Clique aqui!


Na época, estávamos fechando a pauta da Revista e faltava apenas encontrarmos alguém para falar sobre a relação com os vinílicos, então, a combinação foi perfeita!


Confira o nosso bate-papo!

Contem-nos, como foi a descoberta do vinílico?

Studio Pandora: Nosso primeiro contato com o piso vinílico foi durante a faculdade na matéria ‘Arquitetura de Interiores’, quando fomos visitar uma loja de acabamentos, em uma aula externa. Nossa professora nos apresentou de forma prática. Andando por cima do piso instalado, ela começou a explicar a diferença que esse produto tem em

relação aos outros disponíveis no mercado, eram muitos os benefícios... Aí sim podemos dizer que foi amor à primeira vista!


Quando usaram pela primeira vez?

Studio Pandora: A primeira vez em que usamos foi em um projeto de ampliação de uma casa, onde instalamos o piso LVT colado nos quartos. A ideia de usar o piso vinílico Finottato foi por conta de toda praticidade e tecnologias que ele nos traz!

Já para os clientes, o benefício que mais agradou foi o conforto acústico (afinal, não se preocupar com barulho do salto alto no chão é tudo de bom, né? – risos).





Por que resolveram apostar no vinílico?

Studio Pandora: Estamos vivendo um momento em que precisamos ter mais consciência com o meio ambiente e gerar menos resíduos durante uma obra, principalmente em reformas, e o piso vinílico cumpre bem este papel. Pois, além da

boa acústica e do material super-resistente, outro ponto crucial é o fato da instalação ser limpa e rápida. Por exemplo, o vinílico dispensa o uso de serra mármore: que gera poluição sonora, poeira e consumo de água. Em comparação aos revestimentos mais utilizados do mercado, a instalação é muito mais rápida e a liberação do espaço para o uso também.


O produto atende a todos os projetos?

Studio Pandora: Os projetos em que mais especificamos o piso vinílico são para os espaços que necessitam de um conforto acústico e resultado rápido, já que a instalação do revestimento é ágil e com muito potencial de se adaptar bem em qualquer superfície – chão, parede e teto. Além disso, a lâmina decorativa do piso permite reproduzir muitos tipos de acabamentos naturais e estampas. Entre os inúmeros formatos, é

possível encontrá-los em réguas e em placas – e ainda existe a possibilidade de transformá-las em outras variedades de formas geométricas. (Lembrando que sempre contratamos profissionais qualificados exclusivamente para a instalação de pisos vinílicos).


Qual o tipo de projeto em que ainda não haviam utilizado o piso vinílico?

Studio Pandora: O projeto mais ousado que fizemos foi em uma academia, onde usamos o piso vinílico clicado com 4,2 mm de espessura na área de musculação. A instalação nessa área foi uma solução encontrada para amortecer o impacto dos pesos sem danificar o chão, além de reduzir o barulho das anilhas quando caem.


O que vocês falariam para quem ainda não usou?

Studio Pandora: Usem e abusem!!! (risos). Brincadeiras à parte, nós sempre mostramos na prática o que de fato é um piso vinílico Finottato! Defendemos a acústica desse material principalmente para quem tem crianças e bichinhos de estimação em casa. Defendemos também o modelo clicado para projetos comerciais quando alugados, pois existe a possibilidade de retirá-los caso necessário. E sempre ressaltamos a durabilidade do material, sendo resistente à água (mas detalhe, apenas o material em si e não a cola), as movimentações de móveis (com cuidado) sem se preocupar com

arranhões, além das diversas cores que temos para atender a todos os gostos.


Nós adoramos o papo com a dupla, esperamos que você também.

Se quiser saber mais sobre todo o universo do piso vinílico, por aqui, na sessão do blog, temos diversos posts.



Studio Pandora Arquitetura e Interiores

instagram.com/pandora_arquitetura

youtube.com/pandora_arquitetura

arquitetura.pandora@gmail.com

53 visualizações0 comentário