top of page

5 situações que você deve fugir, na hora da instalação.

Atualizado: 11 de out. de 2023

Uma andorinha só, faz verão? A reposta é não, como todos sabemos.


Embora a gente goste do verão e das andorinhas, não vamos falar sobre a linda paisagem que se forma na temporada de calor. A analogia feita é para falarmos sobre piso vinílico, tal como uma andorinha solitária, sozinho não é o sucesso da instalação.



Mais do que isso, é preciso um conjunto de cuidados e um instalador profissional, como sempre falamos, e ainda conhecer os possíveis erros quando alguma parte do processo não for devidamente respeitada.

Vamos listar aqui alguns, explicar o motivo e fornecer a solução:


1. Espelhamento ou retrato

Ocorre em duas situações mais pontuais: quando a base não é devidamente nivelada ou excesso de adesivo, por utilização de espátula inadequada.

A base, que vai receber o piso, deve sempre estar nivelada com massas niveladoras ou autonivelantes industrializados de qualidade para que esse tipo de patologia não ocorra. Quando acontece isso, é necessário remover o piso, nivelar adequadamente a base e reinstalar um novo piso.


2. Uso de cola de contato

A cola de contato possui diluentes à base de petróleo, que quando em contato com o piso, que é feito de PVC, absorve esses diluentes, incha e danifica a régua. Em algumas situações causam bolhas e em outras soltam as réguas. São variados casos, pois cada fabricante de cola de contato utiliza uma química diferente, mas em todos os casos o adesivo é tóxico e inflamável sendo rejeitado para esse fim por bombeiros, pela ABNT e pela Finottato. Recomendamos sempre a utilização de adesivo acrílico para pisos que são a base de água e atóxicos.


E caso se descubra que a instalação tenha sido feita com a cola de contato, indicamos também que o piso seja removido, a base preparada e um novo piso seja instalado com o adesivo recomendado.


3. Área térrea sem impermeabilização

Toda a instalação térrea, por ter contato direto com a terra, em algum momento vai liberar a passagem de vapor que condensará na régua fazendo com que o adesivo acrílico amoleça e solte-a. Para evitar esse tipo de situação, deve-se impermeabilizar a base antes de fazer o nivelamento. Esse procedimento deve ser feito em toda instalação térrea ou em instalações onde não ocorreu a cura total da base. Mas, se não houve esse procedimento e as réguas começaram a se soltar devido à umidade, eles devem ser removidos, a base impermeabilizada, nivelada e novos pisos devem ser instalados.


4. Não utilização de rolo compressor

Alguns instaladores acreditam que o rolo compressor é uma opção, porém trata-se de uma orientação básica e imprescindível.

Em 100% das instalações o rolo compressor deve ser utilizado, caso contrário as réguas ficarão coladas quando na verdade elas precisam ficar ancoradas para que se tenha um resultado perfeito. O rolo deve ser passado a cada 10 m² de piso instalado.


5. Rejunte

Durante a instalação. alguns profissionais deixam fendas entre as réguas e na sequência tentam corrigi-las com rejuntes de diversos tipos. O vinílico deve ser instalado com junta seca ou seja, as réguas ficam encostadas umas nas outras, sem espaços entre as mesmas.


Essas são algumas situações que podem ocorrer, por isso, é bom atentar-se a qualquer sinal de irregularidade para solucionar logo o problema.

E se você já identificou algo dessa lista que trouxemos, ou diferente, conta pra gente!


204 visualizações1 comentário

1 Comment


andré Bruno
andré Bruno
Dec 14, 2022

Muito bem pontuado. Infelizmente esses erros são cometidos com frequência.

Like
bottom of page